17 Agosto, 2017

Novo sistema de gestão de tráfego entre as principais soluções apontadas por Rui Moreira para a mitigação do trânsito interno na cidade

Para o candidato à Câmara do Porto, “se a cidade tem mais actividade, é inevitável que viva com mais trânsito”. Esta tarde, na sede de campanha, no Conversas à Porto especial sobre trânsito, o candidato independente não só fez o diagnóstico da situação actual, coadjuvado pelo Professor Álvaro Costa, como apresentou ideias para que o município esteja mais preparado para enfrentar o problema. Em destaque, o novo sistema de gestão de tráfego da cidade, pronto para ser implementado no início do próximo ano, substituindo o actual sistema que está em vigor desde 1993 e, por essa razão, se encontra obsoleto.

Ler Artigo Completo

Partilhar

Só no início deste ano foi possível abrir concurso para a implementação do novo sistema de gestão de tráfego que, com tecnologia de ponta, possibilitará o controlo remoto de todos os fluxos de trânsito da cidade através do Centro de Gestão Integrado, explicou esta tarde Rui Moreira, na sede de campanha do Nosso Partido é o Porto.

Como o contracto em vigor obrigava à permanência do actual sistema até 2017 (sistema esse que remonta ao início da década de 90, sem nunca ter sofrido transformações de fundo), a semaforização da cidade estava comprometida. Um problema que, a breve trecho, será ultrapassado, garantiu Rui Moreira. O investimento está orçado em cerca de 8,5 milhões de euros, incluindo a manutenção do sistema, para os próximos cinco anos.

TRÂNSITO INTERNO NA CIDADE: COMO REDUZIR O SEU IMPACTO

Esta é uma das medidas em marcha pelo Município do Porto para a mitigação do crescente fluxo de tráfego na cidade. Mas há mais soluções, que também já provaram a sua eficácia. Para Rui Moreira, a crescente utilização dos transportes públicos é outro vector a considerar.

Nesse contexto, lembrou a importância do alargamento da rede da Metro do Porto que, finalmente, recebeu luz verde após 10 anos de espera, embora aguarde agora o carimbo do Ministério das Finanças para prosseguir, anotou o candidato à presidência da Câmara, acrescentando que, de igual modo, a autarquia tem, desde Janeiro, vencido “vagas sucessivas de problemas burocráticos”, relacionados com a municipalização dos STCP que tarda em se efectivar.

O Terminal Intermodal de Campanhã, outro projecto cujo impasse foi ultrapassado neste mandato autárquico, terá também para Rui Moreira um “impacto significativo no o rebatimento da circulação de tráfego na cidade”, pela facilidade de interligação que garantirá no acesso aos diferentes tipos de transportes públicos.

No campo dos “meios suaves”, Rui Moreira lembrou que “planar” a cidade é possível em algumas das suas zonas, que o combate ao estacionamento ilegal se encontra agora mais cerrado após a concessão dos parquímetros, e que a circulação dos motociclos nas vias bus tem permitido uma utilização da via “muito mais racional”, uma “solução viável e segura”, entende o candidato.

Outra novidade que trará também mais tranquilidade aos condutores é o aumento do policiamento de trânsito. A partir de Setembro com competências nesta área, a Polícia Municipal vai apostar num reforço humano nas ruas do Porto, exclusivamente para este fim. Brevemente, efectiva-se também a transferência desta nova Divisão de Trânsito para um edifício próximo ao Silo Auto.

“ESTAMOS A GERIR O SUCESSO DA CIDADE E, POR CONSEGUINTE, O TRÂNSITO INTENSIFICOU-SE”, EXPLICA RUI MOREIRA

O trânsito cresceu, porque também cresceu a atractividade pela cidade, entende Rui Moreira, assinalando diferentes factores que contribuíram para este cenário. “Porque há mais empresas, porque o comércio tradicional recuperou parte da dinâmica que tinha, pelo turismo, e pelas obras, não apenas as obras públicas, mas também as obras privadas de reabilitação urbana”, apontou.

Estamos na segunda quinzena de Agosto, altura do ano em que, por norma, as cidades esvaziam-se dos seus habitantes que, por seu turno, se deslocam para outras localidades, mais veraneantes. Contrariando este facto, a sede de campanha do Nosso Partido é o Porto teve casa cheia às 15 horas do dia 17 de Agosto, para debater o trânsito na cidade. Porque esta é a cidade onde tudo se discute, e a sede de campanha do Nosso Partido é o Porto o seu epicentro.

Esteja a par das novidades
do nosso Porto nas redes

O meu Partido
é o Porto

×

Eu Quero Ir

×

Quer ser convidado para as acções de campanha de Rui Moreira?
Faça parte do grupo de cidadãos independentes nesta caminhada até dia 1 de Outubro.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Ajudar

×

Quer ser voluntário na campanha de Rui Moreira?
Indique-nos a sua disponibilidade e será contactado.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Doar

×

Quer participar financeiramente para esta campanha?
Envie-nos os seus dados e entraremos em contacto consigo para lhe explicarmos como pode fazê-lo.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Falar

×

Dê a cara pelo seu Porto. Grave um vídeo com a sua opinião (pode ser com o seu telemóvel), carregue-o no Youtube ou Vimeo e envie-nos o link, depois de nos deixar os seus dados. Ao fazê-lo, autoriza a candidatura a usar partes ou o todo para publicação no site e redes sociais. Para falar com o Porto é por aqui.

Preencha os seus dados em baixo