27 Setembro, 2017

Museu da Cidade está a nascer em pleno Bairro da Pasteleira. É obra feita.

Não era um local óbvio, mas foi precisamente essa característica que fascinou Rui Moreira. Estava descoberto o espaço para o Museu da História da Cidade, no reservatório de água do Parque da Pasteleira. Um projecto que, analisado à lupa, envolve os quatro pilares da candidatura de Rui Moreira. Senão vejamos. Este “era o pólo cultural

Ler Artigo Completo

Partilhar

Não era um local óbvio, mas foi precisamente essa característica que fascinou Rui Moreira. Estava descoberto o espaço para o Museu da História da Cidade, no reservatório de água do Parque da Pasteleira. Um projecto que, analisado à lupa, envolve os quatro pilares da candidatura de Rui Moreira.

Senão vejamos. Este “era o pólo cultural que faltava à cidade”, disse Rui Moreira. A cultura, pilar fundador e estruturante do movimento independente, reconhece neste espaço todas as virtudes. Primeiro, porque reúne espólio da autarquia nunca antes visto, de forma organizada ao grande público. Concomitantemente, contribui para o desenho de um mapa de equipamentos culturais que se quer descentralizado.

A PERGUNTA IMPÕE-SE: SERIA ALGUMA VEZ IMAGINÁVEL QUE O MUSEU DA HISTÓRIA DA CIDADE SE PUDESSE ERGUER NO BAIRRO DA PASTELEIRA?

Ao nível da coesão social, entende Rui Moreira que o equipamento, por tudo aquilo que representa sobre a história do Porto, vai sem dúvida contribuir para o reforço do sentimento de pertença da comunidade, numa zona socialmente fragilizada.

Quem frequenta o Parque da Pasteleira sabe também que existe uma cafetaria que se encontra desactivada. Com a abertura do centro interpretativo, o espaço da autoria de Siza Vieira vai reabrir. É a economia em funcionamento, numa cidade que toda ela quer ser centro.

Chegados ao quarto e novo pilar da candidatura de Rui Moreira, a sustentabilidade, percebemos que esta construção vai produzir um impacto ambiental ambiental positivo. Isto porque o projecto contempla a colocação de uma cobertura verde ao nível do solo, uma vez que o Museu está nascer abaixo da superfície do jardim.

O Museu da Cidade abre ao público em Outubro de 2018. O investimento da autarquia neste equipamento rondou os 700 mil euros. É obra feita.

 

Esteja a par das novidades
do nosso Porto nas redes

O meu Partido
é o Porto

×

Eu Quero Ir

×

Quer ser convidado para as acções de campanha de Rui Moreira?
Faça parte do grupo de cidadãos independentes nesta caminhada até dia 1 de Outubro.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Ajudar

×

Quer ser voluntário na campanha de Rui Moreira?
Indique-nos a sua disponibilidade e será contactado.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Doar

×

Quer participar financeiramente para esta campanha?
Envie-nos os seus dados e entraremos em contacto consigo para lhe explicarmos como pode fazê-lo.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Falar

×

Dê a cara pelo seu Porto. Grave um vídeo com a sua opinião (pode ser com o seu telemóvel), carregue-o no Youtube ou Vimeo e envie-nos o link, depois de nos deixar os seus dados. Ao fazê-lo, autoriza a candidatura a usar partes ou o todo para publicação no site e redes sociais. Para falar com o Porto é por aqui.

Preencha os seus dados em baixo