16 Novembro, 2017

COMUNICADO: Movimento de Rui Moreira condena visão pró-centralista e populista de Manuel Pizarro sobre Universidade do Porto

Com toda a legitimidade e competência e com o acordo do Conselho de Curadores nomeado pelo Governo, constituído ou suportado pelos partidos de esquerda (PS, PCP e BE), a Universidade do Porto decidiu colocar em hasta-pública um dos seus edifícios (antigo Colégio Almeida Garrett), sem utilidade para a instituição desde 2001.

Ler Artigo Completo

Partilhar

Com toda a legitimidade e competência e com o acordo do Conselho de Curadores nomeado pelo Governo, constituído ou suportado pelos partidos de esquerda (PS, PCP e BE), a Universidade do Porto decidiu colocar em hasta-pública um dos seus edifícios (antigo Colégio Almeida Garrett), sem utilidade para a instituição desde 2001.

Essa venda – diz a UP em comunicado – permitir-lhe-á investir noutros edifícios de ensino superior na cidade, investimento esse que, dado o subfinanciamento a que está sujeita, não seria possível de outra forma.

Ora, os mesmos três partidos de esquerda que compõem ou suportam o Governo, vêm agora sugerir publicamente que deveria a Câmara Municipal do Porto substituir-se ao mercado e adquirir o edifício, para o qual existem interessados em pagar acima dos valores de avaliação.

O movimento Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido condena esta forma de populismo e demagogia que visa pressionar o presidente da Câmara Municipal do Porto a cumprir uma agenda pró-centralista que sempre combateu e que o Porto recusou nas recentes eleições autárquicas.

Ou seja, querem os partidos da esquerda que suportam o Governo e o PS que o compõe, que sejam os portuenses a pagar, com o seu orçamento local, aquilo que o Estado central entende não ter interesse e acorda colocar no mercado?

Entende o socialista Manuel Pizarro, que deva ser a Câmara Municipal a pagar, a preços de mercado, o património que as instituições públicas detidas pelo Estado decidem vender para mitigar o seu subfinanciamento?

Não deveria estar o PS do Porto, apoiado pelo PCP e pelo BE, a exigir ao seu Governo que invista, isso sim, na Universidade do Porto que, além do mais, faz prova de o merecer?

E perguntamos, defende, também, o vereador do PS, Manuel Pizarro, que deva ser a Câmara do Porto a adquirir as instalações da delegação da CMVM que o seu Governo decidiu esta semana encerrar no Porto, tudo concentrando em Lisboa?

E se, amanhã, o mesmo Governo PS decidir também encerrar os serviços do Banco de Portugal no Porto, defenderá o vereador do PS no Porto que a Câmara adquira a preços de mercado o seu devoluto edifício?

O movimento independente apoia e suporta a política de aquisição de património seguida pelo executivo de Rui Moreira, que visa a reabilitação e disponibilização de habitação a custos controlados ou social na Cidade e desde que os preços de aquisição representem boas oportunidades para o Município. Como também defende que, em casos pontuais, podendo exercer direitos de preferência (como no caso do Teatro Sá da Bandeira) a Câmara possa contribuir para a preservação de edifícios e funções consideradas de interesse público na cidade. Mas recusa totalmente o populismo de uma visão estatizante e simultaneamente centralista que tem sido defendida pelo PS Porto, advogando que a Câmara tudo deveria comprar, mesmo quando não se vislumbra interesse público e mesmo quando o vendedor é uma instituição tutelada pelo seu Governo.

Esteja a par das novidades
do nosso Porto nas redes

O meu Partido
é o Porto

×

Eu Quero Ir

×

Quer ser convidado para as acções de campanha de Rui Moreira?
Faça parte do grupo de cidadãos independentes nesta caminhada até dia 1 de Outubro.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Ajudar

×

Quer ser voluntário na campanha de Rui Moreira?
Indique-nos a sua disponibilidade e será contactado.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Doar

×

Quer participar financeiramente para esta campanha?
Envie-nos os seus dados e entraremos em contacto consigo para lhe explicarmos como pode fazê-lo.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Falar

×

Dê a cara pelo seu Porto. Grave um vídeo com a sua opinião (pode ser com o seu telemóvel), carregue-o no Youtube ou Vimeo e envie-nos o link, depois de nos deixar os seus dados. Ao fazê-lo, autoriza a candidatura a usar partes ou o todo para publicação no site e redes sociais. Para falar com o Porto é por aqui.

Preencha os seus dados em baixo