6 Julho, 2017

Cinema Batalha regressa reabilitado e com nova oferta programática em 2019

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, apresentou esta manhã o projecto para o renovado Cinema Batalha, equipamento cultural da cidade cuja gestão passa a ser assumida pelo município nos próximos 25 anos. As obras no histórico edifício arrancam no início de 2018, estando previsto que no Verão de 2019 o velho cinema reabra com nova cara e com novo programa cultural.

Ler Artigo Completo

Partilhar

Foi uma das mais recentes conquistas no plano cultural do município. No início do ano, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, anunciava à cidade que o Cinema Batalha seria um sonho cumprido. O contrato de arrendamento com os proprietários do espaço foi selado por 25 anos, período de tempo em que o município passa a assumir a gestão do equipamento.

Hoje, foi tempo de o edil apresentar os prazos de execução da obra e a estratégia programática da velha sala de cinema que assumirá como desiderato o “serviço educativo”. Como referiu na conferência de imprensa desta manhã, as obras estão orçadas em cerca de dois milhões de euros e estarão concluídas a tempo de o espaço reabrir daqui a precisamente dois anos. O orçamento detalhado para a edificação do novo Batalha foi igualmente revelado: equipamento e mobiliário (500 mil euros), funcionamento, manutenção e recursos humanos (550 mil euros por ano) e programação (250 mil euros por ano).

Rui Moreira aproveitou também para explicar aos presentes o modelo da recém-criada Porto Cultura, empresa municipal que será directamente responsável pelos equipamentos culturais da cidade e respectiva programação. Conforme esclareceu o presidente da autarquia, a estrutura organizativa da Porto Cultura contará apenas com 136 pessoas, das quais 80 já integram a Câmara.

Relativamente ao conteúdo programático, que já começou a ser gizado, o adjunto para a Cultura, Guilherme Blanc, afiançou que o Batalha não será “apenas mais um cinema, mas um equipamento cultural, espaço de convívio e de diversão através do cinema”. Para tanto, assumirá um papel didáctico, ao agregar “várias estéticas” e ao explorar vários formatos, do analógico ao digital, “saindo do circuito comercial ou dos festivais já existentes”, completou.

O arquitecto responsável pela requalificação do cinema Batalha é Alexandre Alves Costa, que abraçou este projecto como se de “um acto de cidadania” se tratasse. Entre as intervenções e remodelações previstas no equipamento, o essencial será salvaguardo, garante Rui Moreira: “a visão de futuro” que foi sempre a imagem de marca desta sala de cinema.

Esteja a par das novidades
do nosso Porto nas redes

O meu Partido
é o Porto

×

Eu Quero Ir

×

Quer ser convidado para as acções de campanha de Rui Moreira?
Faça parte do grupo de cidadãos independentes nesta caminhada até dia 1 de Outubro.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Ajudar

×

Quer ser voluntário na campanha de Rui Moreira?
Indique-nos a sua disponibilidade e será contactado.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Doar

×

Quer participar financeiramente para esta campanha?
Envie-nos os seus dados e entraremos em contacto consigo para lhe explicarmos como pode fazê-lo.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Falar

×

Dê a cara pelo seu Porto. Grave um vídeo com a sua opinião (pode ser com o seu telemóvel), carregue-o no Youtube ou Vimeo e envie-nos o link, depois de nos deixar os seus dados. Ao fazê-lo, autoriza a candidatura a usar partes ou o todo para publicação no site e redes sociais. Para falar com o Porto é por aqui.

Preencha os seus dados em baixo