24 Agosto, 2017

As 10 razões para votar no Rui Moreira segundo um inesperado apoiante

José Augusto Rodrigues dos Santos nasceu no Porto, em 1948. É professor associado da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto e escreve no jornal online Porto24. Diz que nunca falou com Rui Moreira, mas que, ao votar em Rui Moreira, vota no Porto.

Ler Artigo Completo

Partilhar

A crónica que esta semana escreveu no Porto24 fica aqui reproduzida:

“Logicamente que todos os cidadãos que amam o Porto vão votar Rui Moreira. Tenho a certeza que os milhões de estrangeiros que nos visitam todos os anos também votariam nele, se pudessem. Eu voto com mais vontade porque nasci e cresci nesta maravilhosa cidade que é um ex-libris incontornável da forma peculiar de ser Português. Do Minho a Timor todos são portugueses, mas os do Porto têm lá o étimo generativo (passe o pleonasmo).

Impõe-se elencar as razões pela minha opção por Rui Moreira, para dar continuidade ao excelente trabalho que tem feito.

1 – Recuperou a cultura para a cidade. Ao convidar Paulo Cunha e Silva para o pelouro da cultura, denunciou a promoção das Artes como desígnio político fundamental.

2 – Visão correta para o desenvolvimento da cidade. Retomou do consulado de Rui Rio a necessidade de manter as contas públicas corretamente saudáveis, mas investiu em projetos estruturantes que, por sê-lo, não podem ser feitos em cima do joelho. As críticas que os seus adversários políticos lhe fazem, principalmente o PCP e PSD, por alguma morosidade na consecução dos projetos, são sound bites marginais dos afastados do poder. A política de fundo não se compadece de pressas. Pressas tiveram, após o 25 de Abril, os comunistas e os esquerdistas dos extremos na ocupação daquilo que era dos outros. Política responsável tem de olhar ao trabalho e ao capital com os mesmos olhos equidistantes no sentido do desenvolvimento máximo da cidade.

3 – Tem um coração azul e branco. Eu voto nele com mais vontade porque ele é Portista, mas se fosse benf….. até me custa dizer a palavra, ou sport….. até me custa dizer a palavra, eu, menos motivado, continuaria convencido da sua competência política e continuaria a votar nele.

4 – Liberal e independente. Uma das suas forças mais pregnantes radica na sua reafirmada independência de tutelas partidárias que lhe tentem coartar a sua liberdade de pensar e agir.

5 – Apesar dos ataques soezes que lhe querem fazem ao carácter tenta anular a crispação nas relações com todas as forças políticas e sociais da cidade.

6 – A elegância e elevação cívica com que assume as diferenças políticas. Urgia, na cidade do Porto, um político que mantivesse a dissensão política ao nível dos argumentos e não dos ataques ínvios pessoais.

7 – A profunda convicção com que promove o desenvolvimento económico e social da cidade. Enquanto a “cigarra” comunista anda a cantar o estafado fado da recuperação das ilhas, Rui Moreira porfia no sentido de repovoar o centro da cidade com aqueles que não tragam os cartéis da droga e delinquência para a alma da urbe. A elites culturais e a classe média têm que ter condições para repovoar a baixa.

8 – Ganhou as últimas eleições contra tudo e contra todos porque os portuenses viram nele um homem sério e de forte carácter. A sua gestão tem comprovado o acerto dessa aposta dos tripeiros. Bateu as máquinas partidárias do PSD e PS mas, no interesse último da cidade, estabeleceu pontes com todos aqueles que aceitassem o seu projeto. O PS aceitou a sua tutela e colaborou profundamente com a sua governação; o PSD, ressabiado como virgem ofendida, remeteu-se a um ostracismo continuamente bloqueador que só não afeta a cidade porque a relação de forças o impede.

9 – A capacidade de ouvir os outros que também foram eleitos pelo povo. Rui Moreira, demonstrando que o interesse da cidade está acima de qualquer outro, corroborou propostas políticas dos seus adversários do PCP e Bloco.

10 – A cereja no cimo do bolo. A sua capacidade de dizer não ao controlo partidário do PS. Temos de reconhecer que Pizarro foi o “general” expedito das tropas do “rei”. Soube secundarizar-se, como obviamente tinha de fazer, para fazerem uma gestão autárquica que porfiasse em objetivos da cidade e não das máquinas partidárias. A nomenklatura bolchevique do Partido Socialista queria centralismos onde a alma é centrípeta. O centro para Rui Moreira são as periferias da cidade e não as cartilhas dogmáticas dos viciados no poder. Ao não ceder à chantagem aparelhística do PS ganhou nova liberdade para escolher os seus que, de certeza, também terão o bem da cidade como foco governativo.

Não conheço pessoalmente Rui Moreira, nem nunca falei com ele. Só sei que é um político com H grande como diria o melhor lateral direito do meu clube. Ao votar nele, voto na minha cidade.

José Augusto Rodrigues dos Santos

Esteja a par das novidades
do nosso Porto nas redes

O meu Partido
é o Porto

×

Eu Quero Ir

×

Quer ser convidado para as acções de campanha de Rui Moreira?
Faça parte do grupo de cidadãos independentes nesta caminhada até dia 1 de Outubro.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Ajudar

×

Quer ser voluntário na campanha de Rui Moreira?
Indique-nos a sua disponibilidade e será contactado.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Doar

×

Quer participar financeiramente para esta campanha?
Envie-nos os seus dados e entraremos em contacto consigo para lhe explicarmos como pode fazê-lo.

Preencha os seus dados em baixo

Eu Quero Falar

×

Dê a cara pelo seu Porto. Grave um vídeo com a sua opinião (pode ser com o seu telemóvel), carregue-o no Youtube ou Vimeo e envie-nos o link, depois de nos deixar os seus dados. Ao fazê-lo, autoriza a candidatura a usar partes ou o todo para publicação no site e redes sociais. Para falar com o Porto é por aqui.

Preencha os seus dados em baixo